Chico Ferreira: Com expectativa de falta de quórum, Temer articula nova data para votar denúncia

Pesquisar este blog

sábado, 29 de julho de 2017

Com expectativa de falta de quórum, Temer articula nova data para votar denúncia


Com expectativa de falta de quórum, Temer articula nova data para votar denúncia


O presidente Michel Temer já articula uma nova data para a votação da denúncia contra ele na Câmara dos Deputados. Segundo informações da Folha de S. Paulo, o Palácio do Planalto acredita que não haverá quórum na próxima quarta-feira (2) e defende a convocação de uma nova sessão na segunda semana de agosto. A expectativa é que a bancada de oposição se ausente do plenário para tentar obstruir a votação. É necessária a presença de 342 deputados para o relatório aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) - contrário à denúncia - começar a ser apreciado. Temer deseja que a votação aconteça logo pois acredita que nenhuma reforma proposta pelo governo vai ser votada enquanto a denúncia estiver na pauta da Câmara. Além disso, o presidente tem receio que a divulgação do conteúdo das delações premiadas de Lúcio Funaro e de Eduardo Cunha possa comprometer ainda mais a sua imagem. Ainda segundo a Folha de S. Paulo, o Planalto acredita ter o voto de 257 deputados para barrar a denúncia. O presidente precisa do apoio de apenas 172 dos 513 parlamentares para que a acusação de corrupção passiva feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) não chegue ao Supremo Tribunal Federal (STF).