Chico Ferreira: Temer diz que pedirá ao STF suspensão do inquérito

Pesquisar este blog

sábado, 20 de maio de 2017

Temer diz que pedirá ao STF suspensão do inquérito


Por G1, Brasília - O presidente Michel Temer fez um novo pronunciamento neste sábado (20) sobre as delações dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, no âmbito da Operação Lava Jato.
"Li hoje no jornal 'Folha de S.Paulo' notícia de que perícia constatou que houve edição no áudio de minha conversa com o sr. Joesley Batista. Essa gravação clandestina foi manipulada e adulterada com objetivos nitidamente subterrâneos. Incluída no inquérito sem a devida e adequada comprovação, levou pessoas a engano. Por isso, no dia de hoje, estamos entrando com petição no Supremo Tribunal Federal para suspender o inquérito proposto até que seja verificada em definitivo a autentiticidade da gravação", declarou o presidente.
Pronunciamento anterior na quinta (18) 
Temer já havia feito um pronunciamento à imprensa, sem responder a perguntas de jornalistas, no qual disse que não renunciará ao cargo. Joesley e Wesley Batista, além de Ricardo Saud, diretor da J&F, fecharam acordo de delação premiada com o Minsitério Público e entregaram aos investigadores da Lava Jato documentos, fotos e vídeos como prova das informações. As delações já foram homologadas pelo Supremo Tribunal Federal. O sigilo das informações foi retirado e o conteúdo, divulgado.