Chico Ferreira: Odebrecht pagou R$ 11 mi a filho de ex-ministro do STJ para que dívida fosse prescrita

Pesquisar este blog

domingo, 16 de outubro de 2016

Odebrecht pagou R$ 11 mi a filho de ex-ministro do STJ para que dívida fosse prescrita


Odebrecht pagou R$ 11 mi a filho de ex-ministro do STJ para que dívida fosse prescrita


Um laudo feito pela Polícia Federal na Operação Lava Jato revela que o escritório do advogado Marcos Meira, filho do ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) José de Castro Meira, recebeu pelo menos R$ 11,2 milhões da Odebrecht de 2008 a 2014. As informações são do jornal Folha de São Paulo. Em 2010, o então ministro relatou um processo que considerou prescrita uma dívida de R$ 500 milhões cobrada pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional da Braskem, o braço petroquímico da empreiteira. Em novembro daquele ano, Meira também relatou e rejeitou um recurso da Fazenda Nacional contra a decisão. De acordo com o jornal,  documentos obtidos  pela PF mostram que quatro dias antes da rejeição do recurso, uma das empresas do filho de Meira recebeu R$ 1,4 milhão da Odebrecht. Em nota enviada à publicação, a empresa informou que não se manifestaria sobre o assunto. A Braskem também afirmou que "segue colaborando com a Justiça e reafirma seu compromisso com a elucidação dos fatos"