Chico Ferreira: PSDB decide permanecer no governo

Pesquisar este blog

terça-feira, 13 de junho de 2017

PSDB decide permanecer no governo


A legenda decide permanecer para garantir reformas. Mas o partido deixou claro que apoio não é incondicional; PSDB poderá reavaliar posição se surgirem novos fatos.

TV Globo - Jornal Nacional

A Executiva Nacional do PSDB estava reunida em Brasília na noite desta segunda-feira (12) para decidir se continua apoiando ou não governo do presidente Michel Temer.

Além dos integrantes da Executiva Nacional do PSDB estavam presentes os quatro ministros que fazem parte do governo Temer indicados pelo PSDB, quatro governadores - do Paraná, Pará, São Paulo e Goiás - além de deputados e senadores.
A sessão estava bastante cheia e por volta das 20h30 eles decidiram que é preciso permanecer no governo, que o PSDB não vai fazer qualquer movimento no sentido de deixar o governo do presidente Michel Temer agora.
Mas esse não é um apoio incondicional. O partido vai reavaliar essa posição se surgirem novos fatos. Defenderam essa posição o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o prefeito de São Paulo, João Dória, o ministro da Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira.
O partido continuava reunido por volta das 21h30. Havia ainda integrantes para falar, mas a decisão já foi tomada.
O partido se compromete a permanecer no governo para garantir as reformas. A avaliação é que se o partido deixasse o governo agora nem mesmo a reforma trabalhista, que já foi aprovado na Câmara está bem adiantada no Senado, teria condições de passar.
Mas o partido vai reavaliar essa posição de acordo com fatos novos que vierem a surgir; não se trata de um apoio incondicional.