Chico Ferreira: Perícia da Polícia Federal conclui que não houve edição em áudio de Joesley Batista

Pesquisar este blog


.

sábado, 24 de junho de 2017

Perícia da Polícia Federal conclui que não houve edição em áudio de Joesley Batista


Perícia da Polícia Federal conclui que não houve edição em áudio de Joesley Batista


A perícia da Polícia Federal concluiu que não houve edição nas gravações feitas pelo dono da JBS Joesley Batista em conversa com o presidente Michel Temer. Segundo informações do jornal O Globo, os peritos apontaram 200 interrupções no áudio feito no dia 7 de março no Palácio do Jaburu. As "descontinuidades" foram justificadas pelas características técnicas do gravador utilizado. O equipamento possui um microfone sensível ao som ambiente. Ele é acionado automaticamente quando identifica um som, mas também para em momentos de silêncio. Em entrevista ao G1, o advogado de Temer, Antonio Claudio Mariz de Oliveira, alegou que ainda precisa ter acesso ao material da PF, mas que a perícia "não é uma verdade" absoluta. "Se existe um laudo dizendo que não houve manipulação, existem outros três dizendo que houve. É uma questão de análise e de julgamento final da autoridade responsável", contestou Mariz. A perícia faz parte do inquérito que investiga Temer e o seu ex-assessor, Rodrigo Rocha Loures. A gravação pode apontar a existência do crime de obstrução de Justiça. Eles também são investigados por corrupção passiva e organização criminosa. Na semana passada, um relatório parcial da PF já apontou indícios, “com vigor”, de corrupção passiva envolvendo o presidente.