Chico Ferreira: Maia diz que não pediu Exército a Temer

Pesquisar este blog


.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Maia diz que não pediu Exército a Temer



Depois de comandar reunião com líderes partidários no fim da tarde desta quarta­feira (24), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM­RJ), afirmou que o prazo do decreto que estabelece ação de garantia de lei e da ordem pelas Forças Armadas no Distrito Federal, assinado horas antes pelo presidente Michel Temer (PMDB), até a próxima quarta­feira (31), é "um excesso, sem dúvida nenhuma".

"Espero que nós possamos hoje ainda, que o presidente possa, pelo menos, reduzir o prazo desse decreto para hoje e apenas hoje", afirmou.
Citado pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, como o autor da solicitação, Maia voltou a negar que tenha pedido que o governo federal acionasse as Forças Armadas e pediu que Jungmann viesse a público para "repor a verdade". Ele afirmou ­­e sua assessoria divulgou ofício referendando sua fala - que pediu o uso da Força Nacional.
"Quero aproveitar a oportunidade para esclarecer os fatos ocorridos no dia de hoje. Liguei para Temer pedi a ele que encaminhasse a Força Nacional para dar apoio à Polícia do Distrito Federal. O ministro da Defesa veio à público e disse que foi um pedido meu. Não é verdade. Já pedi ao líder do governo ­ Aguinaldo Ribeiro (PP­PB)­ que pedisse ao ministro da Defesa que viesse à público esclarecer os fatos [...] Se o governo decidiu adotar outra medida, isso é responsabilidade do governo", declarou Maia.