Chico Ferreira: Duque póe Lula no centro do esquema da Petrobras

Pesquisar este blog


.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Duque póe Lula no centro do esquema da Petrobras




Integrantes do PT foram pegos de surpresa com o depoimento do ex-diretor da Petrobras Renato Duque ao juiz federal Sérgio Moro.
Inicialmente, a expectativa é que Duque deixaria em situação delicada o ex-ministro José Dirceu. Mas no depoimento, o ex-diretor colocou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no centro do esquema da Petrobras.
Um parlamentar petista demonstrou preocupação com o fato de Duque ter revelado três encontros com Lula depois de já depois de ter deixado a Petrobras, inclusive, um deles, em 2014, com a Lava Jato em pleno funcionamento.
O maior temor é que exista algum registro desse encontro, já que Duque afirmou que aconteceu no Aeroporto de Congonhas.
Há o reconhecimento no PT de que o depoimento de Duque causou estrago maior na situação de Lula do que na do próprio Dirceu.
Isso porque o ex-diretor afirma que Lula tinha conhecimento de toda a situação da Petrobras, como também estava no comando, chegando a perguntar por que não houve pagamento das empresas responsáveis pelas sondas.
Em outro momento, segundo Duque, Lula repassa uma preocupação de Dilma com as contas na Suíça de um diretor da Petrobras. Apesar das negativas, Duque tinha dinheiro em contas bancárias na Suíça. 
Por ironia do destino, Duque foi preso pela segunda vez no início de 2015 na 10ª fase da Lava Jato, intitulada “Que país é este?”. 
A investigação identificou que o ex-diretor da Petrobras havia transferido recursos da Suíça para Mônaco. 
Na ocasião, o juiz federal Sérgio Moro afirmou na decisão que o ex-diretor de Serviços da Petrobras "esvaziou" suas contas na Suíça e enviou 20 milhões de euros para contas secretas no principado de Mônaco. 
O dinheiro, que não havia sido declarado à Receita Federal, acabou bloqueado pelas autoridades do país europeu.