Chico Ferreira: Relatório da PF implica Negromonte Júnior (PP)na Operação Lava Jato

Pesquisar este blog


.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Relatório da PF implica Negromonte Júnior (PP)na Operação Lava Jato




Relatório enviado pela Polícia Federal ao Supremo, obtido na íntegra pela coluna Satélite, do jornal Correio, implica o deputado Mário Negromonte Júnior (PP) nas investigações da Operação Lava Jato. O documento, assinado pelo delegado da PF Josélio Azevedo de Souza, reproduz trecho de delação premiada em que o doleiro Alberto Youssef detalha repasses de propina para a campanha do parlamentar em 2010, quando ele conquistou uma vaga na Assembleia Legislativa. Youssef afirmou que os R$ 85 mil doados a Negromonte Júnior pela Jaraguá Equipamentos, uma das empresas investigadas pelos desvios nas Petrobras, foram resultado de um “acerto” com o pai do deputado, o ex-ministro das Cidades Mario Negromonte, conselheiro da Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e também alvo da Lava Jato. O doleiro disse à PF que viabilizou doações de campanha para Negromonte Júnior através de repasses feito ao Diretório Estadual do PP.De acordo com a PF, a delação de Alberto Youssef respinga ainda sobre a filha de Mário Negromonte. O doleiro disse aos investigadores da Lava Jato que pagou com recursos desviados do esquema da Petrobras os móveis para o apartamento alugado por Daniela Negromonte no Itaim Bibi, bairro de classe média alta em São Paulo. Segundo Youssef, o mimo foi bancado a pedido de Negromonte.Os indícios apontados pela PF no relatório de 220 páginas levaram o delegado Josélio Azevedo a pedir autorização ao Supremo para interrogar filhos do ex-ministro. Em declarações à imprensa ontem, o deputado Mário Negromonte Júnior afirmou que seu pai nunca lhe procurou para discutir nomes de empresas que financiaram sua campanha e que as doações foram articuladas pela cúpula do PP.