Chico Ferreira: Polícia é acionada para proteger presidente eleito da Câmara em Uauá

Pesquisar este blog


.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Polícia é acionada para proteger presidente eleito da Câmara em Uauá





Os vereadores de oposição em Uauá, estão indo à Salvador conversar com o prefeito ACM Neto (DEM). Na agenda dos seis vereadores está em pauta a atenção política e as eleições de 2018. Ainda de acordo informações, a bancada de oposição pode aumentar nos próximos dias já que muitas pessoas de frente na campanha do prefeito, Lindomar Dantas (PCdoB) foram preteridas. “A ladainha é uma só: corte de despesas, mas como se corta despesas com vereador que chegou de última hora pela janela que fazia parte da oposição ganhando dezenas de cargos em quanto nós da frente de batalha ficamos chupando o dedo. Pensei que fosse uma mudança, mas o que vejo é um bocado de aspone ocupando secretarias e cargos de confiança”, lamentou uma das pessoas ligada ao grupo do novo gestor desapontada.
O presidente do DEM local, Marco Aurélio pode acompanhar os vereadores nessa jornada à Salvador.
Bagunça
Durante a solenidade de posse do Presidente da Câmara, Rodrigo de Zé Mário (PTB) tentou fazer uso da palavra e foi vaiado por partidários do prefeito. Presente ao ato, o presidente de DEM, Marco Aurélio pediu ao prefeito que mostrasse a sua autoridade para evitar aquele constrangimento. Atendendo o pedido, o prefeito se manifestou. Depois de tudo calmo, um secretário polêmico e contraditório decidiu intervir na decisão do novo gestor alegando que as pessoas deveriam ficar a vontade. A partir desse momento a zuada foi geral. Sem condições de discursar, o presidente se retirou para o gabinete, minutos depois, pessoas invadiram as instalações e começaram a bater na porta com chutes chamando-o de traidor. A Policia Militar foi acionada. disse um  dos policiais “Fomos chamados para conter a situação”,
O vereador Rodrigo de Zé Mário foi eleito vereador no palanque do atual gestor, que na verdade foi traído pelos seus ex-aliados de palanque quando decidiram votar em outro candidato ligado ao grupo adversário.  (Com informações de Titico)