Chico Ferreira: Lava Jato: Lula e outras oito pessoas são denunciados pelo MPF

Pesquisar este blog

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Lava Jato: Lula e outras oito pessoas são denunciados pelo MPF


Lava Jato: Lula e outras oito pessoas são denunciados pelo MPF




O Ministério Público Federal (MPF) denunciou nesta quinta-feira (15) o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e mais oito pessoas no âmbito da Operação Lava Jato. Segundo informações do portal UOL, Lula é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, decorrente de contratos firmados entre a Petrobras e a Construtora Norberto Odebrecht. Na denúncia, Lula é apontado como o responsável pelo comando de uma estrutura ilícita sofisticada para captação de apoio parlamentar, com base na distribuição de cargos públicos na esfera federal. A denúncia aponta como exemplos as nomeações nas mais importantes diretorias da Petrobras, como a de Paulo Roberto Costa e Renato Duque para as diretorias de Abastecimento e Serviços. Estes diretores geravam recursos para serem repassados para enriquecimento ilícito do petista, de agentes políticos e dos partidos que participavam do loteamento dos cargos públicos, além de beneficiar campanhas eleitorais. Também foram denunciados o empresário Marcelo Odebrecht, acusado da prática dos crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro; Antonio Palocci e Branislav Kontic, denunciados pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro; e Paulo Melo, Demerval Gusmão, Glaucos da Costamarques, Roberto Teixeira e Marisa Letícia Lula da Silva, acusados da prática do crime de lavagem de dinheiro. Ainda segundo a denúncia, a propina equivalia a percentuais de 2% a 3% dos oito contratos celebrados entre a Petrobras e a Odebrecht. O valor era repassado aos agentes públicos da petrolífera, partidos e políticos que compunham a base do governo Lula, principalmente o PT, PP e PMDB. Ainda de acordo com a denúncia, parte do valor das propinas foi lavada por meio da compra do imóvel localizado na Rua Dr. Haberbeck Brandão, nº 178, em São Paulo (SP), em setembro de 2010, para a instalação do Instituto Lula.