Chico Ferreira: 'Tribunal não é instrumento para solução de crise política', critica Gilmar Mendes

Pesquisar este blog

segunda-feira, 29 de maio de 2017

'Tribunal não é instrumento para solução de crise política', critica Gilmar Mendes


'Tribunal não é instrumento para solução de crise política', critica Gilmar Mendes
Foto: Nelson Jr./SCO/STF
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, comentou o protagonismo do TSE na cassação da chapa Dilma-Temer. Para Mendes, o tribunal "não é joguete de ninguém". “Tribunal não é instrumento para solução de crise política, o julgamento será jurídico e judicial", defendeu o ministro. A cassação da chapa foi pedida pelo PSDB logo após o resultado das eleições de 2014, onde Dilma (PT) saiu vitoriosa e Aécio Neves (PSDB) perdeu. O partido ingressou com quatro ações no Tribunal acusando a chapa de cometer irregularidades na campanha, como o recebimento de doações irregulares de empresas. O julgamento iniciará no dia 6 de junho. De acordo com informações da Agência Brasil, Mendes ainda comentou a possibilidade de algum ministro da Corte realizar o pedido de vista, para adiar o julgamento e ter mais tempo para analisar o caso. “Se houver pedido de vista é algo absolutamente normal, ninguém fará por combinação com este ou aquele intuito”, afirmou. Caso o TSE entenda que houve irregularidades na campanha de 2014, Temer poderia ter seu mandato cassado e ser declarado inelegível. A ex-presidente Dilma também pode ser proibida de disputar eleições por oito anos.