Chico Ferreira: Imbassahy é cotado como 'plano B' para eleição na Câmara, mas Maia tenta evitar discussão

Pesquisar este blog


.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Imbassahy é cotado como 'plano B' para eleição na Câmara, mas Maia tenta evitar discussão


Imbassahy é cotado como 'plano B' para eleição na Câmara, mas Maia tenta evitar discussão


Cotado para a Secretaria de Governo do presidente Michel Temer, o deputado federal Antônio Imbassahy (PSDB) também é cogitado como um "plano B" do Planalto para a disputa da presidência da Câmara. De acordo com o Valor Econômico, a possibilidade da Justiça impedir a candidatura do atual presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ), preocupa aliados do democrata. A duas semanas da votação, Maia conta com número significativo de apoiadores e a simpatia de Temer, mas corre contra o tempo para solucionar a judicialização do caso. Enquanto isso, Imbassahy e o deputado Heráclito Fortes (PSB-PI) são apontados como opções caso haja algum entrave de última hora - apesar de terem mais dificuldade de atrair alianças. Segundo a publicação, contudo, Maia tenta evitar sequer uma discussão em torno de outros nomes. O assunto seria proibido na base de apoio do democrata. A ação que tenta no Supremo Tribunal Federal (STF) impedir a participação do presidente na eleição deste ano foi articulada por dois de seus concorrentes: Jovair Arantes (PTB-GO) e André Figueiredo (PDT-CE). Mas a ação que já gerou resultados, no âmbito da Justiça Federal, foi apresentada pelo advogado Marcos Rivas, pai de Lucas Rivas, que defendeu o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) no Conselho de Ética. Parlamentares aliados de Maia avaliam que a ação foi articulada por Cunha, como forma de retaliação ao democrata. O ex-presidente culparia sucessor de ter articulado a cassação de seu mandato.