Chico Ferreira: Lula quer ex-presidentes da França e Vanderlei Luxemburgo como testemunhas

Pesquisar este blog


.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Lula quer ex-presidentes da França e Vanderlei Luxemburgo como testemunhas


Lula quer ex-presidentes da França e Vanderlei Luxemburgo como testemunhas


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu chamar os ex-presidentes franceses Nicolas Sarkozy e François Hollande para testemunhar em sua defesa no processo sobre suposto tráfico de influência na compra de aviões de caça Gripen, da Suécia. A lista de testemunhas será ampliada de 32 para 80, após decisão favorável do juiz federal Néviton Guedes, do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região. O processo envolve também o filho de Lula, Luis Claudio Lula da Silva. Entre as novas testemunhas convocadas estão 12 cidadãos que vivem na Suécia, 11 senadores, quatro deputados federais, três atuais ministros de Estado (Aloysio Nunes Ferreira, Blairo Maggin e Dyogo de Oliveira) e o técnico de futebol Vanderlei Luxemburgo. De acordo com a Folha, a lista de testemunhas ainda inclui pessoas que vivem no Ceará, Goiás, Pernambuco, Bahia, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraíba. Com a ampliação do número de testemunhas, a expectativa é que o processo se arraste por meses além do previsto. As testemunhas que vivem no exterior deverão ser ouvidas por carta rogatória, que passa pelo Ministério das Relações Exteriores em longo processo burocrático. Por resolução judicial, é a parte requerente que arcará com os custos do envio. Na decisão que favoreceu Lula e contrariou a do juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, o juiz Néviton Guedes disse que "não poderia restringir a defesa dos pacientes aos indevidamente designados contextos fáticos por ela eleitos, na medida em que a acusação teria imputado aos pacientes outros graves fatos criminosos que demandam ampla dilação probatória"