Chico Ferreira: Filha de Jefferson queria a Cultura; Temer descartou

Pesquisar este blog

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Filha de Jefferson queria a Cultura; Temer descartou



Após reunião com o presidente Michel Temer na noite desta quarta-feira, 19, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, afirmou que sua filha, a deputada federal Cristiane Brasil (RJ), não será nomeada para o Ministério da Cultura. Segundo ele, no encontro, Temer afirmou que tinha assumido compromisso com a indicação de outra pessoa para o cargo.

“O presidente disse que a Cristiane tem sido uma guerreira, mas que já tinha convidado outra pessoa. Pediu que a gente não ficasse com raiva. Disse que, da minha parte, não havia problema”, afirmou Jefferson à reportagem, ao sair do Palácio do Planalto. Delator do escândalo do mensalão do PT, o ex-deputado se reuniu com Temer junto com a filha, a convite do presidente.
O cargo está vago desde 18 de maio, quando o deputado Roberto Freire (PPS) deixou o posto, logo após ser divulgada a delação de executivos da JBS incriminando Temer. De acordo com relatos de parlamentares próximos de Cristiane e de interlocutores do governo no Congresso, a deputada fluminense deixou claro para o Palácio do Planalto seu interesse em ser indicada para comandar a pasta.
Na articulação, ela também procurou o apoio de pessoas influentes da área da Cultura. Procurada por telefone, a deputada não atendeu as ligações da reportagem.
O ex-deputado negou que o movimento para emplacar Cristiane na Pasta tenha partido do PTB. Segundo ele, são “alguns artistas” que defendem o nome dela, sem citar nomes. Ele também negou que o partido esteja negociando o cargo em troca de apoio a Temer