Chico Ferreira: Classe política se articula para Rodrigo Maia assumir presidência do Brasil

Pesquisar este blog


.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Classe política se articula para Rodrigo Maia assumir presidência do Brasil


Classe política se articula para Rodrigo Maia assumir presidência do Brasil


Crescem na Câmara dos Deputados as articulações para o presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), assumir a presidência do país. O democrata, no entanto, nega publicamente qualquer ação para fragilizar o governo. "Não estou tratando disso. O momento é grave e meu papel é garantir a continuação do rito da denúncia e a estabilidade do Brasil", declarou à Folha de S.Paulo. No entanto, Maia reduziu suas idas aos palácios do Planalto e do Jaburu, e evitou presidir a Mesa da Câmara durante discussões polêmicas. Segundo a publicação, deputados e ministros de partidos da base governistas, como PSD, PP, PSB, Podemos e DEM, passaram a oferecer apoio ao prosseguimento da denúncia contra o presidente Michel Temer, feita pela Procuradoria-Geral da República. Nesta quinta-feira (6), até mesmo o PSDB cogitou uma possibilidade. O presidente interino da sigla, senador Tasso Jereissati (CE), disse que Maia "tem condições" de assumir a transição do país. Os partidos de oposição também se aproximam de Maia em uma possível transição de governo. PCdoB, PT e PDT já se reuniram com o democrata, mas ainda não há relatos de que Maia tenha pedido apoio contra Temer na votação da denúncia. Ainda de aocrdo com a Folha, os movimentos pró-Maia têm feito o Planalto passar a ver o presidente da Câmara com desconfiança, inclusive, aliados de Temer enumeraram os episódios em que ele agiu contra o governo: quando defendeu em conversas a saída do PSDB, recusou-se a juntar as denúncias contra Temer em uma única votação na Câmara e influenciou a escolha de Sérgio Zveiter (PMDB-RJ) na relatoria do processo na CCJ.