Chico Ferreira: Casa Nova: IV CMAS discute garantias de direitos e elege delegados à CEAS

Pesquisar este blog


.

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Casa Nova: IV CMAS discute garantias de direitos e elege delegados à CEAS



A IV Conferência Municipal de Assistência Social - CMAS, realizada nesta quarta-feira em Casa Nova “alcançou plenamente” os objetivos propostos foi o que garantiu o Secretário de Ação Social, José Carlos Borges: “O Conselho Municipal de Assistência Social e a nossa secretaria, com apoio de todos os órgãos da prefeitura e do prefeito Wilker Torres, realizou uma conferência histórica” – comemorou José Carlos Borges – “Discutimos, com participação efetiva e ampla da sociedade a garantia de direitos no fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social. Elegemos delegados comprometidos com as políticas públicas de assistência social e antenados com as propostas que Casa Nova vai defender na Conferência Estadual”.
A Conferência com o tema central “Garantia de Direitos no Fortalecimento do SUAS”, foi realizada no auditório da Escola Alano Viana, estendeu-se por todo o dia, dividindo a plenária para discussão de temas específicos e terminou por aprovar 8 propostas que serão encaminhadas e defendidas pelos delegados eleitos em Casa Nova na Conferência Estadual. Para o vice-prefeito de Casa Nova, Carlos Gomes, que esteve presente à Conferência, representando o prefeito Wilker Torres, “a Conferencia mostra o comprometimento desta administração com políticas públicas capazes de melhorar a vida das pessoas”.
Foram eleitos os delegados titulares à Conferência Estadual de Assistência Social - CEAS: Bartolomeu de Jesus Souza, Bartinho do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, representando a sociedade civil; Jane Cleia Rodrigues da Silva, representando a administração municipal e como suplentes Marinalva da Conceição Oliveira e Júlio da Conceição Oliveira, representando, respectivamente, a sociedade e o governo.
Além das discussões, a Secretaria de Ação Social apresentou diversas manifestações culturais, como a dança de São Gonçalo, apresentado pelos idosos do SCFV e as crianças com apresentações de candomblé e capoeira e uma palestra ministrada pela pedagoga Lídia Lira, com o tema da Conferência .                               
“O momento é de propor melhorias para as políticas do SUAS no município e também propor e deliberar propostas para o Estado” – reforça José Carlos Borges. Satisfeito com os resultados da Conferência.