quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Eike e Cabral são indiciados por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa


Eike e Cabral são indiciados por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa
Fotos: Agência Brasil
O empresário Eike Batista e o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral foram indiciados pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, conforme anunciado pela Polícia Federal nesta quarta-feira (8). Eike foi preso no último dia 30, após retornar de Nova York, em cumprimento de mandado da operação Eficiência. Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, as investigações apontam que Eike pagou propina de US$ 16,5 milhões para o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) por meio da conta Golden Rock, no TAG Bank, o Panamá. A Operação Eficiência apura crimes de lavagem de dinheiro e ocultação de aproximadamente US$ 100 milhões no exterior. Segundo a Polícia Federal, boa parte desses valores já foi repatriada.