Chico Ferreira: Temer cede e vem ao Nordeste

Pesquisar este blog

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Temer cede e vem ao Nordeste





Desde que assumiu a Presidência da República após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), Michel Temer (PMDB) sofre pressão de assessores e aliados para vir ao Nordeste, região considerada reduto eleitoral petista. Com receio de vaias e protestos, em quase sete meses de governo, Temer evitou até aparecer em inaugurações de obras públicas.
O presidente resolveu mudar a postura arredia com o Nordeste e usar a mesma tese adotada por Lula durante a crise do mensalão. Temer pretende, agora, viajar pelo País para impor pautas positivas.
Hoje, Temer visita dois estados do Nordeste. Começando por Pernambuco, ele desembarca em Caruaru, Agreste do estado, por volta das oito horas da manhã e será recebido pelo governador Paulo Câmara (PSB) e três ministros pernambucanos presentes em seu governo: Bruno Araújo (Cidades), Fernando Filho (Minas e Energia) e Mendonça Filho (Educação). O ministro da Defesa, Raul Jungmann, não comparecerá a visita presidencial por ter outros compromissos em Brasília
De Caruaru, Temer segue para o município de Surubim de helicóptero, onde deve chegar às 9h40. Na região, o presidente visita a Barragem de Jucazinho, onde assina duas ordens de serviço: uma para implantação de uma adutora e outra para autorizar obras para a recuperação da barragem. Após Jucazinho, vai ao município de Floresta vistoriar as obras da Transposição do Rio São Francisco. Depois de visitar Pernambuco, Temer segue para Fortaleza, capital do Ceará, onde assina um decreto que regulamente a lei que prevê a liquidação e renegociação de dívida de crédito rural.
Apesar de aparentemente render-se ao Nordeste, Temer, por enquanto, evita grandes concentrações urbanas, onde há maior chance de manifestações contrárias à sua gestão e opta por regiões mais restritas. Ainda na intenção de “rodar o País” o presidente planeja viagens a Belém e ao Piauí na próxima semana.