Chico Ferreira: Pré-delação da Odebrecht: Sob codinome 'Feia', Lídice recebeu R$ 200 mil em 2010

Pesquisar este blog


.

domingo, 11 de dezembro de 2016

Pré-delação da Odebrecht: Sob codinome 'Feia', Lídice recebeu R$ 200 mil em 2010




Pré-delação da Odebrecht: Sob codinome 'Feia', Lídice recebeu R$ 200 mil em 2010

Foto: Luiz Fernando Teixeira / Bahia Notícias
Durante o pleito em que se elegeu senadora pela primeira vez, 2010, Lídice da Mata (PSB) recebeu R$ 200 mil da Odebrecht, revelou delação premiada do ex-executivo da empresa Cláudio Melo Filho. Sob codinome "Feia", a ex-prefeita de Salvador já mantinha uma "relação histórica" com a empreiteira, que conhece e admira, segundo o documento. "Eu acreditava na sua eleição como Senadora pelo momento político na Bahia, pois ela era da chapa do governador eleito Jacques Wagner", afirmou Melo Filho. Após a eleição, o ex-executivo disse ter solicitado apoio direto para que Lídice ajudasse um projeto do Instituto de Hospitalidade na capital baiana, que teria relação com a Fundação Odebrecht. "Este projeto era vinculado a Secretaria de Turismo da Bahia, cujo secretário, Domingos Leonelli, era indicado pelo PSB, partido da Senadora. José Filho me relatou o descaso dela com o assunto, pois nunca recebeu sequer um retorno", acrescentou. De acordo com a delação, a senadora ainda foi contatada em março de 2012, junto a outros parlamentares, para legislar a favor do Projeto de Resolução do Senado Federal n. 72/2010. Por meio de nota, a senadora afirmou que as doações das campanhas estão dentro da legalidade. "As minhas contas foram devidamente aprovadas pelo TSE e estão disponíveis em seu site oficial", aponta Lídice.