Chico Ferreira: Conselho de Ética da Câmara pode abrandar punição para Jean Wyllys

Pesquisar este blog


.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Conselho de Ética da Câmara pode abrandar punição para Jean Wyllys





O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados poderá abrandar a punição para o deputado Jean Wyllys (Psol-RJ), que responde a um processo por quebra de decoro parlamentar no colegiado. Integrantes do colegiado querem encontrar uma solução mais amena para não terem que arquivar o pedido sob a alegação de que a pena era muito alta para a baixa gravidade do ato.
Na semana passada, o relator do caso, deputado Ricardo Izar (PP-SP), apresentou um parecer pedindo a suspensão do seu mandato por 120 dias. Jean Wyllys foi acusado de quebra de decoro parlamentar depois de ter cuspido em direção ao deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e um grupo de adversários no plenário durante a votação da fase de admissibilidade do pedido de impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, em 17 de abril.
Se a Câmara mantiver a agenda de trabalhos para esta semana, o conselho se reunirá novamente para discutir a questão na próxima terça (20). A tendência é de que outros deputados apresentem votos em separado sugerindo alguma punição mais leve para o colega. De acordo com integrantes do conselho, Izar também deverá mudar o seu relatório para amenizar a proposta feita por ele anteriormente.